Borracha Amazônica

COMUNIDADE PEDRA BRANCA

Localizada na Ilha de Cotijuba, uma Área de Proteção Ambiental que integra a Grande Belém, a comunidade de Pedra Branca é onde hoje se dá o processo de produção dos fios que são a matéria-prima de nossas peças. Trabalhamos em parceria com duas famílias de seringueiros envolvidos na extração do látex e na produção dos fios emborrachados. Colocado como um meio de produção familiar, os fios são hoje a principal atividade econômica dessas famílias gerando impacto socioambiental positivo à aproximadamente 30 pessoas

“O que nós queremos é que no futuro outras famílias também possam se beneficiar com essa parceria. Que além da nossa família, as famílias dos nossos vizinhos também se tornem parceiros e que isso ajude toda a nossa comunidade”.

É o que vislumbra Corina Magno, uma das artesãs dos fios, que conosco tece esse caminho. Desde 2013, ainda na comunidade Paulo Fontelles também na Região Metropolitana de Belém, mais de 80 mil metros de fios emborrachados já foram produzidos para compor as peças Da Tribu que resultou a Coleção Pontear, lançada no final de 2014.  A partir daí passamos a desenvolver tecnologias próprias, em parceria com a Universidade de Brasília – UNB- para a vulcanização e produção dos fios emborrachados, processo que levamos e ensinamos à Comunidade Pedra Branca, com quem trabalhamos desde 2016, num encontro que  trouxe novos tempos a todos nós Em agosto de 2019 recebemos a certificação “Amazônia Wild Rubber”,  selo voltado para iniciativas que trabalham com a borracha Amazônica, apoiam produtores locais e conservam a floresta por matéria-prima vegana e renovável. Esta comprovação é vista também pelos próprios produtores locais, que reconhecem a mudança que chegou com esse processo. “O fio de látex trouxe esperança, pois a floresta é o começo de tudo, ajuda a nos manter, nós vivemos do que cultivamos”, diz o Seu Manoel Magno, líder comunitário de Pedra Grande e pai de Corina, um dos responsáveis por manter o respeito às origens e ancestralidade do lugar. E em meio à floresta, a coleta da seringa se mantém como  uma atividade familiar, ensinada de pai pra filho, onde as crianças brincam e aprendem a respeitar as árvores que lhes dão sustento, honrando a natureza, mostrando que a sustentabilidade passa principalmente pelo amor às pessoas. “Podemos juntos construir elos de confiança e vencer os desafios sempre alinhados nos mesmos propósitos: floresta em pé, preço justo, empoderamento da comunidade e a construção de uma moda sustentável, limpa e amazônida”, resume nossa fundadora, Kátia Fagundes.

Para a Da Tribu, este é o grande desafio e o nosso maior objetivo: levar adiante a riqueza e respeito por esta Amazônia que é cada um de nós que vivemos nela.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Grid_invertido._PNG copy

 

ODS 5 / igualdade de gênero 

Meta: ser facilitadoras para empoderamento das mulheres,  filhas e netas dos seringueiros da comunidade de Pedra Branca, ajudando a  fortalecer suas lideranças em todos os níveis, possibilitando o poder econômico com a produção dos fios emborrachados a partir da valorização dos seus saberes e dos recursos naturais da comunidade. 

ODS 8/trabalho decente e crescimento econômico

Meta: garantir o crescimento econômico, inclusivo e sustentável da Comunidade de Pedra Branca, construindo e revitalizando o novo ciclo da borracha na Amazônia, envolvendo a todos na coleta do látex e na confecção dos fios emborrachados, proporcionando, dessa forma, o alcance pleno de seus potências e habilidades.

ODS 11/ Cidades e Comunidades sustentáveis

Metas: fortalecer, proteger e salvaguardar o patrimônio natural e conhecimento ancestral da Comunidade de Pedra Branca, através da geração de renda, fixação no espaço/território e crescimento do poder econômico.

ODS 13/ Ação contra às mudanças climáticas 

Metas: preservar o seringal da Comunidade de Pedra Branca, bem como o manejo sustentável, disseminando as práticas corretas da extração do látex para a garantia da floresta em pé, com responsabilidade climática para um futuro saudável.

ODS 15/Vida terrestre

Metas: assegurar a preservação das áreas naturais, do seringal e do ecossistema da Comunidade de Pedra Branca, combatendo o desmatamento, contribuindo para o aumento da geração de renda através da coleta e manejo sustentável na extração do látex